sexta-feira, 10 de junho de 2011

Doenças na Idade Média


Na Idade Média morria-se de doenças e infecções que hoje são fáceis de curar. A esperança média de vida era de menos de quarenta anos e a taxa de mortalidade das crianças era muito elevada.

Em meados do século XIV, uma doença devastou a população européia. Historiadores calculam que aproximadamente um terço dos habitantes europeus morreu nesta época, seja pela doença, por guerras ou por fome.

A doença fazia parte da vida quotidiana. Para muitas enfermidades não havia tratamento, e os doentes aceitavam que tinham simplesmente que viver com elas. Uma dessas doenças era a lepra, uma doença infecciosa da pele. Os leprosos tinham que viver afastados, por causa do medo do contágio e havia leis que os proibiam de entrar nas cidades. Construíram-se casas (leprosarias ou gafarias) onde os leprosos podiam viver juntos, em geral longe das cidades.

Entre as doenças vulgares para as quais não havia cura contam-se o sarampo, a tuberculose, a desinteria, a difteria, a varíola e a escarlatina.

A mais temida das doenças era a peste bubónica, conhecida por peste negra. Chegou à Europa vinda do Oriente, e manifestou-se pela primeira vez em Itália em 1347. Espalhou-se rapidamente matando entre 20% a 40% da população européia.

Em Portugal, entre fins de Setembro e o Natal de 1348, a peste negra matou cerca de um terço da população. A peste era transmitida pelos ratos e pelas pulgas. Uma das razões da rápida propagação da peste nas cidades era a falta de higiene. Nesta época as pessoas viviam no meio de grande sujidade. O lixo das casas e oficinas era simplesmente atirado para a rua. Só no século XIX se compreendeu devidamente a importância da limpeza para a saúde.

Como os conhecimentos médicos eram pouco desenvolvidos, a morte era certa. Para complicar ainda mais a situação, muitos atribuíam a doença a fatores comportamentais, ambientais ou religiosos. Muitos fugiam para o meio rural com medo de serem infectados.

4 comentários:

Rita Santana disse...

Oi, Luiz! Obrigada pela visita ao conto. Gosto muito do medievalismo, sou uma verdadeira apaixonada pelo tema, portanto, ler sobre o assunto é uma alegria, valeu! Um beijo!

Prof. Adinalzir disse...

Ler sobre esse assunto é sempre muito importante. Valeu!
Um bom fim de semana!

Anônimo disse...

Olá, adorei este site, há fontes confiáveis pois faz parte do meu assunto preferido e pelo que eu estudei, são reais as informações. Achei muito legal o assunto ! Você está de parabéns ! Obrigada, abçs

anne rodrigues disse...

Gostei muito..parabens!!!