sexta-feira, 15 de abril de 2011

O início do Estado Novo (1937)


O início do Estado Novo (1937) O Estado Novo é o nome que se deu ao período em que Getúlio Vargas governou o Brasil de 1937 a 1945. Este período ficou marcado, no campo político, por um governo ditatorial.

Contextos...

A Grande Depressão econômica internacional estendeu-se por toda a década de 1930. Afetou também o Brasil, ampliando o desemprego e diminuindo os salários.

As lutas políticas internacionais também tiveram repercussão no Brasil. Em 1932, foi criada a Ação Integralista Brasileira, liderada por Plínio Salgado. Tratava-se de um partido similar ao dos fascistas. Do outro lado, em oposição ao agravamento das condições de vida da população, ao autoritarismo governamental e ao integralismo de Plínio Salgado, formou-se a Aliança Nacional Libertadora. Pela primeira vez no Brasil, um movimento de massas, difundido por todo o país, declarava-se democrático, antiimperialista e reformista.

A adesão popular à Aliança Nacional Libertadora superou as expectativas. Foram formados 1600 núcleos, com um total de quatrocentos mil filiados. Temeroso, o governo Vargas fechou os núcleos e extinguiu o partido. Diante disso, um setor com predominância comunista, avaliando ser possível uma revolução social no país, tentou uma insurreição. O movimento causou varias mortes, sendo controlado após quatro dias de levante. Esse episódio passou a ser conhecido por Intentona Comunista de 1935.

Em 1938, deveriam ser realizadas eleições para a presidência da República. Vargas antecipou-se. Com o apoio dos generais Góes Monteiro e Eurico Dutra, deu um golpe, fechou o Congresso Nacional, publicou uma Constituição outorgada (imposta) com várias características antidemocráticas e suprimiu os partidos políticos. Essa ditadura foi denominada Estada Novo.

Os integralistas se apresentavam nos comícios e passeatas usando uniformes muito semelhantes aos usados pela juventude nazista alemã. Nesta foto de 1934, eles estão a caminho de São Paulo para participarem de ato na Praça da Sé.

2 comentários:

Prof. Adinalzir disse...

Para mim, esse foi um dos períodos mais intensos e marcantes da história do Brasil.
Abraços!

Luiz Reginaldo Silva disse...

Prof. Adinalzir,

Muito bom seu ponto de vista e com certeza um período de mudanças na nossa história.

Seus comentários sempre são bem vindos aqui.

Abraços!